AgriTech Experiences

A swissnex Brazil, em parceria com a Secretaria do Estado de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais, realizou o seminário AgriTech Experiences nos dias 18 e 19 de novembro, em Belo Horizonte. O evento teve como objetivo compartilhar experiências em pesquisa e aplicação de tecnologias inovadoras no setor agropecuário no estado de Minas Gerais e na Suíça. A iniciativa abre possibilidades de cooperação tecnológica entre instituições brasileiras e suíças nos setores lácteo e de agrobiodiversidade para o manejo de pragas e doenças. O evento contou com a participação de instituições como a Agroscope (Suíça), Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa), a Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais (Epamig), o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), a Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg) e a Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Minas Gerais (Faemg).

O AgriTech Experiences foi realizado no auditório da Faemg com palestras, mesa redonda e a presença de duas pesquisadoras da Agroscope – o centro de excelência para pesquisa em agricultura na Suíça. A Dra. Petra Lüdin falou sobre queijos artesanais de leite cru da Suíça e parâmetros de segurança. Ela é pesquisadora na Agroscope, que provê há mais de 100 anos culturas de bactérias para a produção de queijo no país. De acordo com a Dra. Petra, as bactérias são as responsáveis pelo gosto, cheiro, textura e até os buracos dos queijos. Minas Gerais, também se destaca pela tradição em produtos lácteos, mas carece de inovações no setor. No primeiro dia do AgriTech Experiences, as discussões também apontaram a necessidade de aprimorar o posicionamento das marcas de laticínios no mercado, pois isso está se tornando tão importante quanto a própria qualidade dos produtos.

O segundo dia, mais uma pesquisadora da Agroscope, Dra. Thainná Waldburger, apresentou seu trabalho. Ela abordou o  controle de pragas na agricultura da Suíça. Thainná destacou em sua palestra que no próximo ano os suíços votarão sobre a proibição total de pesticidas no país. “A pressão para a aprovação da lei que bane o uso de pesticidas na agricultura suíça é muito grande. Diante desse cenário, o controle biológico de pragas será cada vez mais requisitado. Estarei em reunião nas próximas semanas para conhecer alguns possíveis parceiros e pesquisadores”, declarou Thainná.

Após o sucesso da primeira edição do AgriTech Experiences, a organização já planeja repetir o formato no próximo ano. De acordo com Pedro Capra, Gerente de Projetos e Relações Acadêmicas da swissnex Brazil, a ideia é utilizar os aspectos mais discutidos em 2019 como ponto de partida para a próxima edição do evento em 2020.

 

Dra. Petra Lüdin e Thainná Waldburger. Fotos: Bruno Menezes