Democratizing Academic Research Workshop

Join us on the 26th of February for a workshop discussing the democratization of academic research!

Event Details

Location

Webinar

Date

26th of February
10:00 – 12:30 (Brazil)
14:00 – 16:30 (Switzerland)

Cost

Free Upon Registration

This workshop is all about developing ideas on how to democratize academic research on sustainability. We want to open a space for dialogue and cooperation between social movements and members of academia in order to discuss how different actors’ perspectives can be included in the academic research process. Against the backdrop of multiple environmental, social, and political crises, we want to understand what the democratic turn in academia can entail and what shape it can take. 

We want to build a community at the intersections of activism and academia, that is committed to challenging the orthodoxy of academic research. This workshop is the starting point of a series of events and activities – making the democratization of academic research a reality. This event is organized by oikos International, and supported by swissnex Brazil.

Agenda of the workshop

 

10:00-11:15 – Panel Discussion: Democratizing Academic Research

Four speakers will share their perspectives on different phases of academic research and how a more democratic research process in each case might look like. The session will include speaker presentations and Q&A.

11:15-11:30 – Break 

 

11:30-12:30 CET – Breakout sessions:

1) Building a blog – creating a knowledge base: Participants in this session will discuss concrete ideas on how to develop a knowledge base on the democratization of academic research, how to open new spaces for discussion and multiply the effects of the workshop and other events. Can a blog aid the process? If yes, how would it look like and what content would be published?

2) Bringing participatory methods into research: Participants will discuss where in the research process participatory methods can be used and how they can be applied. 

3) Open Session: Participants are also welcome to discuss a concrete topic based on the input from panelists or raise a new topic that they consider vital in the process.

The event will be held in English with simultaneous translation to Portuguese

 

SPEAKERS:

Madeline Donald is a PhD student at the Faculty of Creative and Critical Studies at UBC Okanagan. Her research focuses on sustainability through the concept of attention. She is interested in the mechanisms through which attending to possibilities in our environments can bring human people closer to living in right relation with the lands/waters that give us life.

 

Maguerite Mendell, who earned her PhD in Economics from McGill University (1983),  has been teaching at the School of Community and Public Affairs at Concordia University since 1986. Her current research and teaching are on the social economy in Quebec and internationally, social finance and impact investing, social innovation, the commons, economic democracy, and the work of Karl Polanyi whose influence continues to grow today. Marguerite Mendell is participating in a growing international dialogue on innovative economic initiatives as well as in numerous local associations and initiatives linked to social economy in Quebec.

Lorenzo Velotti is a PhD candidate of Political Science and Sociology at the Scuola Normale Superiore di Pisa and a member of the Centre on Social Movement Studies (COSMOS). Committed to public engagement and political activism, he has been involved in multiple struggles for social and ecological justice. Recently, he organized decolonial and antiracist campaigns both in the university and with the climate justice organization Extinction Rebellion, where he focused on internationalist solidarity with indigenous peoples.

José Eustáquio Romão holds a PhD in History from USP in History of Brazil and Educational Administration. He has extensive experiences in ​​school administration and academic experiences notably as a professor at the Universidade Nove de Julho and the dean of teaching and research at the Federal University of Juiz de Fora. He is the author of several books, including: Local power and education (1992); Dialogic evaluation (1998); Dialectic of difference (2000); Dialogical pedagogy (2002).

 


 

Workshop Democratizando a Pesquisa Acadêmica

 

Este workshop vai focar no desenvolvimento de ideias sobre como democratizar a pesquisa acadêmica em sustentabilidade. Queremos abrir um espaço de diálogo e cooperação entre movimentos sociais e membros do mundo acadêmico para um debate sobre como as perspectivas dos diferentes atores podem ser incluídas no processo de pesquisa acadêmica. No contexto de múltiplas crises ambientais, sociais e políticas, queremos entender o que a virada democrática no mundo acadêmico pode implicar e de que forma ela pode existir. 

Queremos construir uma comunidade que esteja comprometida em desafiar a ortodoxia da pesquisa acadêmica. Este workshop é o ponto de partida de uma série de eventos e atividades – tornando a democratização da pesquisa acadêmica uma realidade.  Este evento está sendo organizado pela oikos International com o apoio da swissnex Brazil.

 

Agenda do workshop

 

10:00-11:15 – Painel de Discussão: Democratizando a Pesquisa Acadêmica

Quatro palestrantes irão compartilhar suas perspectivas sobre as diferentes fases da pesquisa acadêmica e como um processo de pesquisa mais democrático em cada caso poderia acontecer. Esta parte incluirá apresentações de palestrantes e sessão perguntas e respostas.

 

11:15 às 11:30 – Intervalo 

 

11:30-12:30 CET – Sessões divididas por temas:

1) Construção de um blog – criação de uma base de conhecimento: Os participantes desta sessão irão discutir ideias concretas sobre como desenvolver uma base de conhecimento acerca da democratização da pesquisa acadêmica: como abrir novos espaços de discussão e multiplicar os efeitos do workshop e outros eventos. Um blog poderia ajudar o processo? Se sim, como seria este blog e qual conteúdo seria publicado?

2) Trazendo métodos participativos para a pesquisa: Os participantes irão discutir onde no processo de pesquisa podem ser usados os métodos participativos e de que forma eles podem ser aplicados. 

3) Sessão aberta: Os participantes também são convidados a discutir um tópico concreto com base nas contribuições dos panelestrantes ou levantar novos tópicos que consideram ser vitais para o processo. 

O evento será realizado em inglês com tradução simultânea para o português

 

PALESTRANTES:

Madeline Donald é doutoranda na Faculdade de Estudos Criativos e Críticos da UBC Okanagan. Sua pesquisa se concentra na sustentabilidade através do conceito da atenção. Esta interessada nos mecanismos pelos quais o atendimento às possibilidades em nossos ambientes pode aproximar as pessoas a viver em relação correta com as terras/aguas que nos dão vida.

 

Maguerite Mendell, que obteve seu PhD em Economia pela Universidade McGill (1983), é professora na Escola de Assuntos Comunitários e Públicos da Universidade Concordia desde 1986. Sua pesquisa e ensino atuais focam em economia social no Quebec e internacionalmente, finanças sociais e investimento de impacto, inovação social, os bens comuns, democracia econômica e o trabalho de Karl Polanyi cuja influência continua a crescer até hoje. Marguerite Mendell está participando de um crescente diálogo internacional sobre iniciativas econômicas inovadoras, bem como em numerosas associações locais e iniciativas ligadas à economia social no Québec.

Lorenzo Velotti é doutorando em Ciência Política e Sociologia na Scuola Normale Superiore di Pisa e membro do Centro de Estudos do Movimento Social (COSMOS). Comprometido com o engajamento público e o ativismo político, ele tem estado envolvido em múltiplas lutas pela justiça social e ecológica. Recentemente, organizou campanhas contra o colonialismo e o racismo tanto na universidade como com a organização de justiça climática Extinction Rebellion, onde focou na solidariedade internacionalista com os povos indígenas.

José Eustáquio Romão é diretor do Instituto Paulo Freire e doutor em História pela USP em História do Brasil e Administração Educacional. Tem ampla experiência em administração escolar e experiências acadêmicas, entre outros como professor da Universidade Nove de Julho e reitor de ensino e pesquisa da Universidade Federal de Juiz de Fora. Ele é autor de vários livros, entre eles: Poder local e educação (1992); Avaliação dialógica (1998); Dialética da diferença (2000); Pedagogia dialógica (2002).

 

Top