Fechando um ciclo, abrindo novas oportunidades

Rio de Janeiro, 07 de dezembro de 2016

Na última semana, o programa de empreendedorismo Academia-Industry Training (AIT) foi para a Suíça para sessões adicionais e mais específicas de treinamento, visitas, networking e pitches (dessa vez, os pitches estavam valendo grants para as melhores startups!).

Adicionalmente aos pesquisadores-empreendedores suíços e brasileiros, os quais exploraram oportunidades no Brasil no início de outubro, o AIT em Lausanne e em Zurique deu as boas vindas aos participantes do Camp que aconteceu na India. No total, 40 pesquisadores-empreendedores tiveram a oportunidade de conversar sobre seus projetos de startup e aprender em um ambiente internacional.

Participantes do Brasil que se juntaram ao Camp do AIT na Suíça tiveram o apoio do MCTIC (Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações). Adicionalmente, durante esta terceira edição do AIT, três startups do programa de empreendedorismo brasileiro, o Sinapse da Inovação, se juntaram ao Camp na Suíça com o apoio da FAPESC (Fundação de Apoio à Pesquisa Científica e Tecnológica do Estado de Santa Catarina).

O evento final de pitches aconteceu ao final de uma longa semana de atividades no inverno gélido. As melhores startups de cada país foram selecionadas por um júri internacional e obtiveram prêmios para que possam continuar desenvolvendo seu projeto de startup and vencer a barreira entra o ambiente acadêmico e o mercado. As melhores startups da Suíça e do Brasil foram nas áreas de Med- e Bio-Tech. Elas foram premiadas pela SERI (Secretaria de Estado da Suíça para Educação, Pesquisa e Inovação) e pelo MCTIC (Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações). O melhor projeto de startup do Brasil também recebeu, em forma de premiação, créditos em serviços na nuvem e sessões de mentoria oferecidos pela IBM Brasil.

Se você quiser saber um pouco mais sobre o treinamento em empreendedorismo ocorrido na Suíça através de um perspectiva brasileira, confira o blog post da Tatiana Tilli (2a colocada entre os participantes brasileiros) no nosso blog da swissnex.

Fique antenado às próximas histórias de sucesso destes últimos três anos de AIT e assegure-se de desenvolver um projeto de startup baseado na sua pesquisa acadêmica caso você esteja pensando em se candidatar para a próxima edição do AIT!

Participantes Suíços – Ranking Top 3

  • 1 Lugar
    Emma Cavalli
    Nome do Projeto: HA-TG
    Indústria: Med-tech
    HA-TG é um hidrogel resultante de bioengenharia com o potencial de revolucionar tratamentos de cirurgias de reconstituição de cartilagem.
  • 2 Lugar
    Alberto Schena
    Nome do Projeto: Lucentix
    Indústria: Med-tech
    Biosensor portátil para uso doméstico que permite pacientes realizarem análises precisas de sangue, a qualquer momento, em qualquer lugar, e dentro de poucos minutos, com uma gota de sangue a partir de uma punção no dedo.
  • 3 Lugar
    Yannick Devaud
    Nome do Projeto: Patch Me Baby
    Indústria: Med-tech
    O dispositivo pretende fechar o buraco criado pelo catéter na membrana fetal durante a fetoscopia.
Top 3 Swiss

Top 3 startups suíças do AIT (da esquerda para a direita): Alberto Schena (Lucentix), Emma Cavalli (HA-TG) e Yannick Devaud (PatchMeBabay).

Participantes Brasileiros – Ranking Top 3

  • 1 Lugar
    Mateus Carlesso
    Nome do Projeto: Revella
    Indústria: Bio-tech
    Desenvolvimento de produtos relacionados à biotecnologia. O principal produto em desenvolvimento é um inovador kit para a detecção de salmonella.
  • 2 Lugar
    Tatiana Tilli
    Nome do Projeto: Kit teragnóstico para tratamento de câncer de mama
    Indústria: Med-tech
    Desenvolvimento de um kit teragnóstico para tratar pacientes com câncer de mama baseado em medicina personalizada e individual.
  • 3 Lugar
    Maria Magalhães
    Nome do Projeto: i9 Biotec
    Indústria: Bio-tech
    Desenvolvimento de moléculas semelhantes a anticorpos para substituir anticorpos utilizados em pesquisa e diagnósticos.
AIT top 3

Top 3 startups brasileiras (da esquerda para a direita): Tatiana Tilli (Theranostic kit), Mateus Carlesso (Revella) e Maria Magalhães (i9 Biotec).

Adriano6

Adriano Bürgi

Gerente de Projetos

swissnex Brazil